Como os insetos entram em nossas casas

Vários insetos e roedores aproveitam pequenos esconderijos dentro das casas, como ralos, encanamentos e até tomadas elétricas, para atazanarem a vida do homem moderno. Além das baratas e dos ratos, cupins, formigas e traças são outros hóspedes indesejados bastante comuns. "O maior problema do convívio com esses animais é o risco que eles representam à saúde humana", diz o biólogo Osmar Malaspina, do Centro de Estudos de Insetos Sociais da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Rio Claro (SP). Os ratos são a principal ameaça, pois transmitem aproximadamente 200 doenças, da leptospirose à febre hemorrágica. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), um país gasta cerca de 10 dólares por ano pelos males causados por cada roedor que possui. Como se estima que no Brasil vivam 450 milhões de ratos, temos um prejuízo anual de quase 5 bilhões de dólares! Já as baratas, apesar da aparência repugnante, não são tão nocivas assim.
Apenas 40 das 4 mil es